5 jovens empreendedores que você precisa conhecer

Histórias de sucesso servem de inspiração para quem sonha grande, não é verdade? Quando seus protagonistas são jovens empreendedores, experimentamos uma mistura de sentimentos que vão desde o “como ele pode ter tudo isso com essa idade?”, passando pelo “como nunca pensei nisso antes?”, até chegar a uma análise mais profunda de cada caso.

O que os jovens trazem como lição, muitas vezes é a ousadia. Eles parecem não ter medo de errar, e isso é uma vantagem grande, pois com os erros vem o aprendizado. Por outro lado, essas pessoas parecem ter um preparo e um conhecimento sobre o negócio em que se arriscam que fazem com que as chances de erro sejam mínimas.

Só aí já vemos que ousadia e conhecimento fazem parte de uma receita para o sucesso, mas será que todas essas pessoas seguem a mesma receita (se é que seguem uma)? É o que saberemos neste artigo, ao conhecermos um pouco mais sobre 5 jovens empreendedores. Acompanhe!

1. Drew Houston

Com apenas 25 anos, depois de graduar-se no MIT e trabalhar em algumas startups, Drew Houston juntou-se a Arash Ferdowsi para fundar o Dropbox.

A ideia de criar o serviço veio de um problema pessoal. Cansado de esquecer seu pendrive com os trabalhos da faculdade, Houston pensou em uma solução que utilizasse a internet para armazenar arquivos. Já havia a possibilidade de fazer isso, mas ele otimizou a tecnologia, minimizando problemas de lentidão, limitação de tamanho de arquivos e erros recorrentes.

Tudo isso fez do Dropbox sinônimo de armazenamento em nuvem e uma das 20 melhores startups do Vale do Silício, transformando Drew Houston em um empreendedor de sucesso, que chegou a ser nomeado várias vezes como um promissor empresário com menos de 30 anos.

2. Eden Full

Ela pensou em um projeto revolucionário quando ainda cursava os últimos anos da escola e abandonou a faculdade para desenvolvê-lo. À primeira vista, Eden Full teve um início de jornada arriscado, mas para começar o seu trabalho, ela contou com uma bolsa da Thiel Fellowship, um programa de investimento que oferecia 100 mil dólares para estudantes empreendedores. No entanto, era necessário interromper a trajetória acadêmica por dois anos — e assim ela fez.

Hoje Full lidera uma organização sem fins lucrativos, a SunSaluter, que já ajudou comunidades em 19 países a terem acesso a energia e água potável de forma sustentável. Sua grande invenção foram os painéis de energia solar móveis, que seguem a trajetória do sol.

Eden atribui seu sucesso à resiliência e ao apoio que recebe da família, mas não podemos negar que grande parte dele vem da sua constante busca pelo conhecimento, visto que, desde os nove anos, ela pesquisa sobre energia solar.

3. Fraser Doherty

É um senso comum que investir no ramo de alimentos é relativamente seguro, pois esse setor seria capaz de sobreviver a crises. Mesmo que isso tenha um fundo de verdade, a mera sobrevivência não é algo que faz brilharem os olhos dos empreendedores, mas a perspectiva de sucesso.

Fraser Doherty começou com um negócio familiar, vendendo de porta em porta a deliciosa geleia que sua avó fazia. Em pouco tempo, o “Jam Boy”, como ficou conhecido, teve sua marca espalhada por quase toda a Europa.

O segredo do seu sucesso foi se manter fiel à receita de família, proporcionando um produto único, feito com ingredientes naturais e sem conservantes. Aliado a isso, Doherty afinou sua percepção de mercado para lançar seu produto, tendo em suas características essenciais o principal diferencial competitivo frente à concorrência.

Além de ter suas geleias vendidas nos principais mercados europeus, a SuperJam virou um livro de receitas e o Jam Boy coleciona prêmios por seu perfil empreendedor.

4. Emily Matson e Julianne Goldmark

Duas amigas adolescentes, apaixonadas por acessórios de cabelos, resolvem produzir seus próprios adereços inspiradas por uma série de TV. Poucos anos depois, seus produtos são disputados pelas maiores influenciadoras de estilo dos Estados Unidos — Kim Kardashian, Jennifer Aniston e Oprah, só pra citar algumas —, e elas mesmas acabam se tornando celebridades.

Parece o enredo de um filme, mas é a história da marca Emi Jay, fundada pelas amigas Emily Matson e Julianne Goldmark, que se tornaram multimilionárias antes de se formarem na escola.

Embora as duas atribuam seu sucesso à paixão pelo negócio, não dá para negar que uma boa rede de contatos (ainda que informais) foi essencial para o sucesso da Emi Jay: a mãe de Emily frequentava o mesmo cabeleireiro que Jennifer Aniston, e foi ele quem deu um acessório feito pelas meninas à atriz, que o utilizou no lançamento de um filme.

Daí em diante, a trajetória de sucesso foi meteórica e as duas fazem questão de destinar parte dos lucros a fundos beneficentes.

5. Angad Daryani

Angad Daryani é um prodígio. Aos 15 anos, ele criou a SharkBot, a primeira impressora 3D doméstica da Índia — um projeto que teve início dois anos antes, quando o então adolescente montou uma primeira versão, chamada de RepRap, que tinha código aberto.

A SharkBot foi desenvolvida para ser mais veloz do que as outras impressoras 3D do mercado, podendo imprimir em uma gama muito maior de materiais, excetuando apenas o metal.

Angad é um grande defensor do ensino de programação de computadores na escola, uma vez que adquiriu seu conhecimento na área sozinho, pela internet, e percebe a utilidade desse saber.

Além das impressoras, o rapaz constrói robôs desde os 8 anos de idade e ainda desenvolveu um leitor de e-books com conversor de texto escrito para o braile.

Esses jovens empreendedores, cada um em sua área de atuação, conquistaram o sucesso. Embora tenham histórias diferentes, vemos que, como ponto comum, elas trazem a grande persistência e a busca constante pelo conhecimento.

Colocar no mercado um produto revolucionário demanda sabedoria e resiliência, e da mesma forma, entrar na concorrência com uma nova versão de um produto já existente também exige do empreendedor uma visão de negócio revolucionária, que só é adquirida com bastante estudo.

Que tal levar as lições desses jovens notáveis para mais pessoas? Compartilhe este post nas redes sociais e inspire seus amigos!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"