6 dicas práticas para conciliar trabalho e estudo

 

Você acha que conciliar trabalho e estudo é uma missão muito difícil de cumprir? Há quem pense que só é possível se dedicar a um deles, porque as obrigações da pós-graduação ou do curso podem interferir na atividade profissional e vice-versa.

Neste post, veremos que não é bem assim. Com organização e disciplina, é perfeitamente viável equilibrar os dois e ter um bom desempenho em ambos. Por isso, confira seis dicas práticas para fazer essa conciliação da melhor maneira!

1. Organize a sua rotina

O primeiro passo é organizar o seu dia a dia, estabelecendo quantas horas você precisa para se dedicar ao trabalho e aos estudos. Não se esqueça de considerar o tempo de deslocamento para a empresa ou para a instituição de ensino.

Depois, entenda bem quais são os seus compromissos, estime o tempo necessário para concluí-los e anote-os em uma agenda. Pode ser uma agenda de papel, a agenda do seu smartphone ou mesmo um aplicativo de organização pessoal.

O importante é que você lide bem com esse recurso e que ele esteja sempre acessível para eventuais consultas ou anotações. Assim, você terá uma visão geral dos seus afazeres e não vai se perder em meio às tarefas que precisa fazer.

2. Faça um cronograma

Tem uma prova ou outra tarefa que exija estudo, pesquisa ou horas para escrever? Separe os assuntos que precisa estudar, os exercícios que precisa fazer, o número de páginas que precisa escrever etc. Depois, crie um cronograma detalhando bem o que você tem que concluir em cada dia até a data do exame.

O mesmo vale para a sua ocupação profissional. Se tiver prazos para finalizar determinadas tarefas, faça um cronograma para definir as obrigações diárias para entregar o que for necessário a tempo. Se não houver prazos, procure estabelecer os seus próprios — isso vai auxiliar a manter o foco no que você deve fazer e ajudará a melhorar a sua produtividade.

O desafio aqui é acompanhar o cronograma e segui-lo corretamente, mas é preciso manter a disciplina para não gerar atrasos.

3. Aprenda a priorizar

Durante a organização da sua rotina e a construção do cronograma, é fundamental saber qual é a prioridade das suas obrigações. Se tiver dificuldade em fazer isso, separá-las em três categorias pode ajudar. Confira cada uma delas abaixo:

  • prorrogável: atividades com pouca importância no momento, que podem ser adiadas;

  • importante: são tarefas relacionadas aos seus objetivos (tirar uma boa nota, aprimorar a carreira, trazer satisfação ao cliente etc.);

  • urgente: aquilo que precisa de ação imediata, que não se pode deixar para depois.

Dessa forma, você saberá o que pode e o que não pode esperar quando estiver cumprindo seus prazos, além de facilitar a decisão sobre o que fazer quando passar por imprevistos.

4. Tome cuidado para não se sobrecarregar

Mesmo que você organize sua rotina e faça o seu cronograma com cautela, pode ser que algumas obrigações extrapolem o planejamento. É o caso de precisar levar tarefas do trabalho para casa ou ter que fazer um projeto mais complexo do que parece daquela disciplina mais complicada.

Sendo assim, tome cuidado para não se sobrecarregar. Peça ajuda aos seus colegas de emprego para dividir os afazeres e seja sincero com os gestores quando algo exigir mais tempo que você pode suportar.

5. Separe tempo para o lazer

O trabalho e o estudo certamente vão consumir grande parte do seu tempo, mas é preciso separar alguns momentos para relaxar e aliviar o estresse. Por isso, enxergue o lazer como uma recompensa pelos seus esforços.

Marque horários na sua agenda destinados à diversão, às amizades e à família. Nesses períodos, você escolhe se quer ir ao cinema com os amigos, jantar com o companheiro ou companheira, encontrar os familiares, ir a algum show ou evento, fazer uma viagem rápida, assistir a séries e muito mais.

O importante é ter algumas horas de tranquilidade na semana para descansar o corpo e a mente, mantendo um equilíbrio entre a rotina de trabalho e estudos e os momentos de folga.

Cuidado apenas para não misturar as coisas, afinal, o entretenimento é para as horas de lazer. Se ele ocupar os momentos em que você deveria estar estudando ou trabalhando, passa a ser procrastinação.

6. Tenha hábitos saudáveis

Outra forma de manter o corpo e a mente sadios é preservar hábitos que fazem bem à saúde. Isso vai envolver cuidados com o sono, a alimentação e com a prática de atividades físicas. Sem a devida preocupação com esses fatores, você pode ter prejuízos na sua concentração e, consequentemente, no seu desempenho como estudante e como profissional.

Sendo assim, respeite as horas de sono que você precisa para se sentir descansado — em média, de sete a oito horas por noite são suficientes. Procure, inclusive, ir se deitar sempre no mesmo horário, já que o nosso corpo tem ciclos biológicos e funciona melhor com esse tipo de rotina.

Em relação à alimentação, deve-se evitar o consumo em excesso de produtos gordurosos, fast-food e alimentos industrializados. Além de serem pobres em nutrientes — dos quais você certamente vai precisar para a sua rotina intensa —, são de difícil digestão, exigindo muito mais energia do seu corpo.

Quanto às atividades físicas, pode parecer desafiador encontrar tempo na agenda, mas apenas alguns minutos de exercício por dia já podem fazer a diferença. Comece aos poucos e escolha um tipo de treino com o qual você se sinta bem. Pode ser uma caminhada, uma corrida ou uma série que não necessite de equipamentos. Todos esses são exemplos que não vão tomar muito do seu tempo.

Seguindo essas dicas, um “profissional estudante” terá excelentes condições de organizar a sua rotina e conciliar trabalho e estudo. Não podemos negar que essa seja uma tarefa difícil, mas é totalmente viável se você se comprometer com seus objetivos, seguir o cronograma corretamente e tomar conta da sua saúde.

Gostou do nosso post? Quer ler mais conteúdos como este sobre carreira e produtividade? Então, assine já a nossa newsletter e receba tudo na sua caixa de entrada!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"