6 dúvidas comuns sobre a especialização em gestão de projetos

Não é novidade para ninguém que o mercado de trabalho não anda nada fácil. A atual crise econômica e a retração dos níveis de crescimento do Brasil acabaram por extinguir muitos postos de trabalho. E essa bola de neve não poupou nem mesmo aqueles que possuem um ótimo currículo! Atualmente, muitos profissionais com grande experiência em suas áreas sentem-se receosos e instáveis em seus empregos.

O detalhe é que muita gente não procura analisar o lado das empresas. Então saiba: o cenário não é nada diferente para o mundo corporativo. Além dos cortes de gastos, os negócios também têm precisado buscar ideias inovadoras para sair do vermelho. Justamente por isso, andam cada dia mais à procura de profissionais com qualificação, criatividade e atitudes alinhadas ao que há de mais eficiente e atual quando se trata de gestão.

Dentro desse contexto, quem busca subir degraus na carreira como gestor tem que investir em formação e atualização profissionais. Hoje, isso significa ir além da graduação. Surge aí a especialização em gestão de projetos como uma excelente alternativa para gestores que trabalham nas mais diversas áreas de atuação.

Mas, afinal, no que realmente consiste a pós em gestão de projetos? Quais são os maiores benefícios de se investir nessa formação e o que ela pode fazer por sua carreira? Se essas e muitas outras perguntas cruzaram sua mente só ao ler essa introdução, chegou ao post certo. Continue acompanhando os próximos tópicos e solucione suas dúvidas sobre o assunto!

1. O que é gestão de projetos e por que é importante?

Antes de mais nada, precisamos esclarecer o conceito de projeto. Na prática, um projeto nada mais é que uma atividade ou um conjunto de atividades com data definida para acabar e um objetivo a ser alcançado com sua conclusão — seja ele o desenvolvimento de um produto, a prestação de um serviço ou a conquista de determinado resultado.

Como normalmente são necessárias habilidades e características distintas para que cada etapa do trabalho seja executada corretamente, os projetos são, em sua maioria, realizados por um grupo de pessoas. Um projeto de engenharia civil destinado à construção de um edifício, por exemplo, envolve desde os próprios engenheiros civis e os profissionais responsáveis por fazer orçamentos, compras e prestação de contas até o pessoal que executará a obra em si.

Quando olhamos com mais cuidado para essa questão, portanto, fica fácil perceber que, para gerir um projeto de forma adequada, é mais que necessário ter um excelente conhecimento do assunto para estabelecer estratégias de gestão e manejo de riscos bem estruturadas. Além disso, ainda vale lembrar que é preciso trabalhar muito bem em equipe para que tudo saia conforme o planejado. E é exatamente disso que se trata a gestão de projetos!

2. O que exatamente faz um gestor de projetos?

Tendo como base o que foi dito no tópico anterior, podemos descrever um gestor de projetos como o profissional responsável por assegurar que determinado projeto seja realizado da maneira mais eficiente possível. Ele deve garantir que cada etapa seja cumprida dentro do prazo estipulado, que o orçamento designado para a ação não estoure e que os resultados esperados sejam efetivamente alcançados.

Para conseguir tudo isso, esse profissional deve gerenciar de perto todas as etapas dos projetos pelos quais é responsável — planejamento, execução, monitoramento, controle e encerramento. Obviamente, para que a teoria se torne realidade, o gestor deve dominar algumas áreas. São 10 as áreas de gerenciamento:

  1. gerenciamento da integração;
  2. gerenciamento de escopo;
  3. gerenciamento de custos;
  4. gerenciamento de qualidade;
  5. gerenciamento de aquisições;
  6. gerenciamento de recursos humanos;
  7. gerenciamento de comunicação;
  8. gerenciamento de risco;
  9. gerenciamento de tempo;
  10. gerenciamento de partes interessadas.

Tendo em vista essa extensa lista de conhecimentos necessários para gerir bem um projeto, não tem como questionar: é essencial que qualquer projeto seja comandado por um profissional altamente treinado e qualificado. O gestor de projetos deve aplicar conhecimentos, técnicas e habilidades a fim de alcançar os resultados esperados.

Entretanto, como você provavelmente já está imaginando, todos esses conceitos e habilidades não aparecem da noite para o dia. Fora a experiência profissional, que é muitíssimo importante, o gestor de projetos também precisa ter um currículo robusto e uma formação adequada na área, além de fazer treinamentos contínuos para se manter atualizado.

É justamente nesse ponto que a especialização em gestão de projetos entra. Então entenda desde já: essa é uma formação importante para quem deseja construir uma carreira como gestor em sua área de atuação. Durante a pós-graduação em gestão de projetos, o profissional passa a ter contato com os conceitos e teorias mais atuais da área, além de aprender como aplicar esses conceitos no dia a dia da empresa.

3. Por que fazer uma especialização em gestão de projetos?

Se você acompanhou o post até aqui, sabe que essa pergunta já está praticamente respondida, não é mesmo? Afinal, nada como ter acesso a conteúdos que ajudem a facilitar e melhorar seu trabalho como gestor, normalmente já tão cheio de desafios a serem superados. Entretanto, quando falamos especificamente da pós em gestão de projetos, os motivos para se investir nessa formação ficam ainda mais evidentes.

Muitos cursos e instituições de ensino que oferecem especializações nessa área baseiam suas grades curriculares nas metodologias propostas pelo Project Management Institute (PMI), maior associação de profissionais de gerenciamento de projetos do mundo. O PMI reúne pessoas internacionalmente conhecidas por sua capacidade de gerir projetos para que montem e atualizem frequentemente sua publicação mais conhecida: o guia de gestão de projetos Project Management Body of Knowledge (PMBOK).

Atualmente considerado como a bíblia da gestão de projetos, o PMBOK descreve e sistematiza as melhores práticas e estratégias de gestão, aquelas consagradas no mundo inteiro e usadas pelos mais diversos tipos e tamanhos de empresas. A publicação abrange desde conceitos de gestão de escopo, prazos e custos até recursos humanos, materiais e gerenciamento de riscos — basicamente, todas as competências gerenciais citadas no tópico anterior.

Ao dominar todo esse conhecimento, você automaticamente desenvolve um significativo diferencial competitivo para acrescentar ao currículo. Independentemente da área a qual se dedica, saber gerenciar projetos com excelência é uma carta na manga que simplesmente não pode ser ignorada.

Ainda não está convencido da importância de investir em uma pós em gestão de projetos? Então não deixe de ler o próximo tópico para conhecer os principais benefícios dessa decisão para a sua carreira como gestor.

4. Quais benefícios essa especialização pode gerar para sua carreira como gestor?

Pronto para conhecer os principais benefícios que uma especialização em gestão de projetos pode trazer para sua carreira como gestor? Confira agora mesmo!

Empregabilidade

Segundo um levantamento feito pela associação PMI (Project Management Institute), que reúne profissionais do setor de todo o mundo, ainda no ano de 2013, o Brasil já era nada menos que o 5º país com a maior demanda de gestores de projetos no mundo. É isso mesmo! E o cenário não é nada diferente hoje em dia, viu? 

E o melhor: atualmente, a demanda por profissionais especializados na área ainda é maior que a oferta. Você entendeu certo: existem mais vagas disponíveis que profissionais qualificados para assumi-las. Nos próximos anos, a previsão é de que mais de 1,3 milhão de oportunidades para gestores de projetos sejam criadas no Brasil. Não é à toa que essa profissão faz parte da lista das profissões do futuro!

Levando todos esses números e dados em consideração, fica bem fácil perceber que, ao se tornar um especialista em gestão de projetos, sua empregabilidade dará um salto bastante considerável, certo? Por essas e (muitas) outras é que o investimento certamente vale a pena.

Remuneração

Para muitas pessoas, ainda mais interessante que saber que existem vagas no mercado de trabalho ao se tornar um gestor de projetos, é o fato de que, muito provavelmente, a remuneração para exercer a função ultrapassa (e bem!) a média dos empregos no país.

No Brasil, segundo o SINE (Site Nacional de Empregos) o salário de um gestor de projetos varia entre 4 mil e 28 mil reais, dependendo do tempo de experiência e do porte da empresa. Conforme dados da empresa de recrutamento e seleção Catho, o salário médio de um profissional do ramo no Brasil é de R$ 7.876,02.

Além disso, segundo o levantamento do PMI citado anteriormente, gestores com experiência e excelência comprovadas podem chegar a ganhar até 50 mil reais em grandes empresas e multinacionais. Isso tudo sem falar nos benefícios adicionais que normalmente vêm agregados, como participação nos lucros, viagens de incentivo e qualificação. Bem interessante, não acha?

Prática

Toda e qualquer profissão tem suas teorias e premissas, desenvolvidas por profissionais renomados no ramo. Pois o mesmo acontece com a gestão de projetos. Aqui mesmo neste post já citamos o PMBOK e sua importância para a gestão de projetos. Entretanto, não parece tão vantajoso assim basear-se apenas em teorias e metodologias, sem saber ao certo como elas funcionam e podem ser aplicadas na prática. Afinal, qual seria o objetivo disso?

Justamente aí está um dos maiores benefícios de uma especialização em gestão de projetos: as grades curriculares desse tipo de pós são montadas unindo teoria e prática, com o estudo de casos reais e exemplos de situações comuns na rotina empresarial. Dessa maneira, os alunos aprendem exatamente onde e como poderão aplicar os conceitos aprendidos em sala de aula na vida corporativa.

Networking

Como diz o velho ditado, quem tem contatos tem tudo. E essa máxima não poderia ser mais verdadeira do que quando aplicada ao mundo corporativo. O chamado networking (sua rede de contatos profissionais) é uma peça extremamente importante para a construção de uma carreira de sucesso como gestor. Aqui surge, mais uma vez, a pós em gestão de projetos, que pode ajudar imensamente.

Além de ter um contato mais próximo com professores que são, em sua maioria, profissionais destacados e experientes na área, seus colegas de curso certamente também terão muito a acrescentar. Assim, aproximar-se dessas pessoas, criando vínculos profissionais, pode render um aprendizado precioso, com trocas de experiências e conhecimentos que você dificilmente obteria de outra maneira.

Além do mais, ampliar o networking pode acabar proporcionando excelentes oportunidades de trabalho e indicações no futuro. Lembre-se de que muitas empresas buscam constantemente profissionais oriundos de instituições de renome para suas próximas contratações. Para quem ainda não possui colocação no mercado de trabalho, ter contato com todas essas pessoas pode ser a chance que faltava!

Atualização

Quem tem certa familiaridade com o mundo corporativo sabe que se manter atualizado em sua área de atuação é absolutamente imprescindível. Afinal de contas, com um mundo tão acelerado e em constante mutação como o que vivemos atualmente, o que hoje é uma verdade tida como incontestável pode, amanhã mesmo, estar completamente ultrapassada.

Por isso é que a luta contra a estagnação profissional tornou-se um dos principais objetivos de muitos gestores pelo mundo afora. E se você pensou que uma das saídas para esse problema é ingressar em uma pós, acertou em cheio! A especialização em gestão de projetos é uma excelente oportunidade para atualizar seus conhecimentos na área, passar a dominar as ferramentas necessárias para o bom desenvolvimento de suas atividades e aprender sobre as tendências desse ramo de atuação.

Desenvolvimento

Para se destacar como gestor, apenas conhecimentos teóricos não são suficientes. Possuir competências de liderança e trabalho em equipe, inteligência emocional, empatia, criatividade, flexibilidade e jogo de cintura, entre outras diversas habilidades, são requisitos profissionais exigidos pela grande maioria das empresas no momento da contratação.

Mas atenção: antes de ficar desanimado diante de tantas exigências, você precisa saber que, ao cursar uma pós em gestão de projetos, você terá a oportunidade de desenvolver e estimular cada uma dessas características. E por mais que você descubra ter mais facilidade em algumas, enquanto percebe que outras são mais desafiadoras, pode acreditar: mesmo que não tenha nascido com um dom natural para a comunicação, por exemplo, não há nada que não possa ser aprimorado e estimulado. Com esforço, disciplina e força de vontade, nada é impossível.

E é claro que um dos melhores ambientes para se fazer isso é dentro de um curso de especialização! Durante a pós, além de teorias e práticas, muitos aspectos comportamentais também são trabalhados e estimulados. Se você souber aproveitar essa oportunidade, sairá do curso como um gestor de projetos muito mais organizado, flexível, persistente, disciplinado, com capacidade de ouvir e trabalhar em grupo. Que empresa dispensaria um profissional com tantas qualidades?

5. O que esperar do curso de pós em gestão de projetos?

A especialização em gestão de projetos tem como principal objetivo contribuir tanto para o crescimento profissional como para o desenvolvimento pessoal de seus alunos. Ao terminar o curso, que possui carga horária média de 450 horas, você conseguirá:

  • ter uma visão sistêmica de qualquer projeto, além de desenvolver grande capacidade de argumentação em temas relacionados à gestão;
  • solucionar problemas gerenciais em projetos de qualquer natureza, bem como prever e administrar adequadamente riscos relacionados ao escopo das iniciativas;
  • construir planos e estudos de viabilidade precisos, determinar custos e prazos e delegar as tarefas certas para as pessoas certas.

6. Como escolher a melhor instituição para cursar essa especialização?

Como em toda e qualquer área de formação profissional, é preciso tomar alguns cuidados antes de se matricular em uma pós em gestão de projetos. Além de levar em consideração aspectos práticos e relacionados à sua vida pessoal (como a proximidade da instituição da sua casa ou do seu local de trabalho, por exemplo), fique atento a determinadas questões bastante importantes que, se não forem cuidadosamente estudadas, podem fazer com que seu investimento em formação não traga o resultado esperado. Confira algumas!

Grade curricular e carga horária

Basta fazer uma rápida pesquisa no Google para descobrir que, hoje em dia, não faltam opções de pós em gestão de projetos. Entretanto, antes de simplesmente escolher a mais barata, preste bastante atenção à grade curricular e à carga horária do curso.

Como já mencionamos aqui, é extremamente importante que o curso aborde tanto aspectos teóricos da gestão de projetos (como o PMBOK, seus conceitos e suas metodologias) quanto aspectos práticos (estudos de caso e desenvolvimento de aspectos comportamentais). Você precisa ter em mente que, só abordando a gestão de projetos de maneira abrangente é que será possível realmente sair preparado para enfrentar o mercado de trabalho e superar os desafios do dia a dia dessa profissão.

Obviamente, para que todas essas questões sejam trabalhadas de forma aprofundada, a carga horária do curso deve estar de acordo com a quantidade de temas e assuntos abordados. Pensando nisso, desconfie de instituições que oferecem toneladas de conteúdos em pouquíssimas horas. Afinal, nesse caso, ou você não aprenderá nada direito ou tudo será discutido de uma forma extremamente superficial. Acredite: o investimento não valerá a pena em nenhuma das hipóteses.

Corpo docente

Tão importante quanto uma grade curricular de qualidade é ter a certeza de que os professores e profissionais que ministrarão o curso possuem experiência no assunto e dominam a didática. Não se esqueça que de nada adianta saber demais se o repasse desse conhecimento é confuso, truncado, incompleto.

Reservar um tempo para pesquisar o corpo docente da pós em que você está interessado pode se revelar, portanto, uma estratégia de ouro. Busque o nome dos professores no Google, leia seus currículos, confira sua formação e sua experiência profissional. Além de dar mais segurança para investir em uma pós de qualidade, com bons professores, essa pesquisa também pode ser uma maneira de conhecer um pouquinho melhor o corpo docente antes mesmo das aulas começarem, facilitando assim a criação de laços e a ampliação do networking.

Reputação no mercado

Como é a imagem da instituição de ensino no mercado de trabalho? Alunos e ex-alunos conseguem uma boa colocação profissional após a conclusão da pós? Apesar de, a princípio, parecer irrelevante, essa é sim uma questão a ser levada muito a sério.

Procure descobrir como a escola ou o curso é visto dentro do mundo corporativo. Para isso, busque comentários, elogios e reclamações de quem já fez o curso. E o melhor é que, com a ajuda da internet, essas informações são bem fáceis de serem encontradas. Como não custa nada e você pode evitar com isso muitas dores de cabeça no futuro, separe um tempinho para fazer também essa pesquisa!

Adequação à vida pessoal

Não adianta se matricular na melhor especialização do mercado se o curso não se encaixa em sua rotina de trabalho e em sua vida pessoal. Sem levar esses pontos em conta, além de gerar um estresse considerável por não ser possível manejar de maneira fluida todas as áreas importantes da sua vida, você com certeza vai deixar de aproveitar tudo o que o curso pode oferecer.

Sendo assim, busque sempre aquela opção de pós que mais se adéqua a seu estilo de vida. Atualmente, existem opções bem flexíveis, com aulas aos finais de semana e à noite. Só assim você será capaz de realmente absorver todos os conhecimentos e aplicá-los em seu dia a dia profissional, sem estresse ou complicações desnecessárias.

Como você pôde comprovar ao longo deste post de hoje, ingressar em uma especialização em gestão de projetos pode ser a peça que faltava para alavancar de vez sua vida profissional e sua carreira como gestor. Além de um mercado de trabalho aquecido para os profissionais da área, a profissão é bem remunerada e traz altos níveis de satisfação.

Por isso, se você tem interesse nessa área de atuação ou mesmo se já trabalha de alguma forma com gestão de projetos, não perca mais um minuto sequer! Corra atrás daquelas oportunidades e opções de pós em gestão de projetos que melhor se encaixem em sua rotina! É certo: você vai colher os frutos dessa escolha muito antes do que imagina.

Agora comente aqui e nos conte: você gostou deste conteúdo? Acha que ele agregou informações relevantes para sua carreira profissional? E para continuar de olho em mais publicações sobre o assunto, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber os melhores conteúdos publicados aqui no blog diretamente em sua caixa de entrada!

 

1 Comentários

  1. Texto muito bem eladorado, para um primeiro contato relata assuntos importantes cujo me recordo de minhas aulas de graduação. Gestão “Conciente” poucos fazem ao pé da letra, Gestão “Inconciente” todos fazemos ao nosso dia dia, ao planejar ir para o trabalho, ao levar os filhos na escola, ao construir uma casa ao abrir um negócios, acredito firmemente que esse curso é capaz de formar profissionais de excelencia e pessoas com uma vida muito melhor planejada, por isso indico para todas as áreas de conhecimento, trabalho ou formação.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"