7 dicas úteis de gestão para quem quer começar a empreender

Para quem tem o sonho de começar a empreender, é mais que comum se ver perdido em um mar de dúvidas. Afinal, entre ter uma ideia e colocá-la em prática há um caminho bem longo. Se esse é o seu caso, algumas dicas úteis de gestão podem fazer uma enorme diferença para a criação de um negócio bem-sucedido. No post de hoje, reunimos algumas delas. Confira!

1. Valide seu modelo de negócio

Você não quer entrar para a estatística de novas empresas brasileiras que fecham suas portas antes dos 2 anos por falta de preparo, certo? Por isso, antes de sequer pensar em tirar suas ideias do papel, é importante que o empreendedor valide o modelo do seu negócio. Acredite: mesmo que erros surjam no meio do caminho, ter um planejamento ajuda a criar uma empresa mais sólida, evitar a perda de dinheiro e minimizar diversos outros possíveis impactos negativos.

Pense, por exemplo, se existe demanda real para o seu produto, se sua ideia é mesmo viável, se vai abrir um comércio ou prestar serviços. Esses pontos são importantes para estruturar seu modelo empresarial. E essas hipóteses podem ser validadas principalmente por meio de um plano de negócio, que vai direcionar todo o andamento da empresa, dando uma visão mais clara do que é preciso para começar a empreender. Aí entram análise de mercado, estratégia de marketing e plano operacional, por exemplo.

2. Mapeie a concorrência

Hoje em dia, é difícil ter uma ideia de negócio realmente nova. Mas atenção: isso não quer dizer que sua proposta não possa ser inovadora. Muitos empreendedores investem em franquias e segmentos que já existem e conseguem ter sucesso. Para isso, porém, é preciso fazer uma análise do mercado, o que envolve mapear a concorrência.

Se você oferece um serviço em determinado bairro, por exemplo, mas ele já é dominado por outros empreendimentos oferecendo exatamente o mesmo, a chance de atrair um público fiel para sua empresa, que acabou de chegar, é pequena. Você precisa entender o que a concorrência (direta ou indireta) está fazendo para trazer um diferencial, seja de preço, qualidade, forma de divulgação ou o que achar mais interessante.

3. Descubra quem é seu público-alvo

O cliente é o elemento mais relevante para o sucesso ou o fracasso de qualquer negócio. Afinal, é o público que, além de consumir, vai fazer propaganda da sua marca! E para oferecer exatamente o que a audiência deseja, é preciso conhecê-la. Por mais que, nas pesquisas de mercado, seja comum focar em aspectos demográficos, gênero e idade, outras informações também são relevantes para acertar no alvo e conquistar o público. Estamos falando de comportamentos, hábitos, expectativas e preferências.

Essas percepções também são construídas por meio de pesquisas. Sua eficácia geralmente vem de dados primários, que têm como fonte a observação do dia a dia, e também de dados secundários, sistematizados por instituições de pesquisas, governos e outras fontes da área do negócio. As pesquisas podem ser feitas por meio de visitas presenciais, pela internet ou por especialistas na área do negócio. Para escolher, pense na opção que é mais conveniente e rentável para você.

4. Entenda suas finanças

Entender e administrar suas finanças tendo em vista um controle rígido sobre o fluxo de caixa é simplesmente fundamental para não cair em muitas das armadilhas que levam empresas à falência. Com a ajuda da tecnologia, por meio dos softwares de gestão, é possível se organizar e desenvolver um controle financeiro sólido para garantir um funcionamento saudável.

Também é importante ter as finanças pessoais bem separadas das finanças da empresa! Para quem quer começar a empreender e conta com um orçamento apertado, viver pagando despesas próprias com o dinheiro do negócio (ou vice-versa) é um erro que pode causar sua ruína. Para evitar essa confusão, fixe um valor mensal de retirada dos lucros do negócio (chamado de pró-labore) e invista de volta. Parece tentador gastar consigo mesmo? Nessas horas, lembre-se: para estimular o crescimento da empresa, é preciso investir.

5. Fuja da informalidade

Para quem vai começar a empreender, fugir da burocracia e dos impostos, mantendo seu negócio na informalidade pode, a princípio, parecer uma alternativa. No entanto, é preciso pensar a longo prazo! Sem formalização, o empreendedor não vai para frente, já que fica impedido de contratar profissionais, instalar-se em um ponto comercial, emitir nota fiscal, solicitar linhas de crédito e até conquistar investimentos.

Saiba desde já: dependendo do porte e do tipo de empresa (física ou on-line), há uma série de opções para regularizar a sua situação — como fazer registro em uma junta comercial ou em um cartório de registro de Pessoa Jurídica para obter um CNPJ, por exemplo. É importante, antes de tudo, procurar se informar para entender o que seu negócio precisa e o que pode melhorar sua gestão.

6. Adote estratégias eficazes de recrutamento

Dependendo do porte da sua empresa, pode ser que no início você dê conta de realizar todo o trabalho sozinho. Contudo, com o passar do tempo e o crescimento do negócio, a necessidade de delegar tarefas e ter profissionais que tragam inovação por perto se tornará essencial. Assim, invista desde o princípio em conhecimento e adote estratégias de recrutamento que façam a diferença para as metas do seu negócio.

Para isso, não basta apenas anunciar uma vaga. É preciso criar toda uma cultura empresarial que desenvolva, valorize e retenha profissionais talentosos. Ter essa visão é uma forma de fazer com que os colaboradores atuem de acordo com os valores da sua empresa e trabalhem para criar uma imagem positiva sobre ela.

7. Procure se capacitar constantemente

Por mais que essa dica valha para todas as áreas e profissões, é especialmente útil para aqueles empreendedores que são responsáveis pelo gerenciamento e funcionamento de todos os setores do seu negócio: saiba que conhecimento é poder! Para obtê-lo, é preciso se capacitar constantemente.

Não se esqueça: a informação é essencial para garantir a resolução de problemas capazes de travar seu crescimento. E acredite: insights de projetos inovadores ou ideias brilhantes para superar a concorrência podem estar logo ali, em um livro, em um curso, em um evento da área ou até em uma conversa rotineira!

Gostou das nossas dicas para começar a empreender com mais segurança? Quer continuar aprendendo sobre empreendedorismo e outros assuntos da área? Então assine a nossa newsletter e receba nossos posts em primeira mão!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"