Blitzscaling: conheça o modelo de gestão das empresas que mais crescem no mundo

Crescer profissionalmente é uma tarefa complicada. Existem vários desafios que devem ser superados em sua jornada de trabalho, não importando o ramo de atuação. Dessa forma, é muito importante acompanhar as novidades do mercado e conhecer as tecnologias e os conceitos mais modernos — e o Blitzscaling é um bom exemplo disso.

As relações entre clientes e empresas mudam quando menos se espera. Hoje em dia, é possível pedir qualquer tipo de comida pela internet sem sair de casa. Além do mais, a logística urbana já não é mais a mesma após o surgimento dos aplicativos de transporte privado.

Todas essas empresas foram criadas com simples ideias e cresceram vertiginosamente em um curto intervalo de tempo. Muitos desejam empreender, mas poucos sabem como colocar as suas ideias em prática ou têm coragem para arriscar também.

Por esses motivos, este post vai ajudá-lo a entender um pouco mais sobre o Blitzscaling e como esse modelo de gestão empresarial ganha cada vez mais espaço no mundo.

O que é o Blitzscaling?

Atualmente, muito se fala sobre as startups e a cultura do empreendedorismo, certo? Uma solução para um problema enfrentado pelas pessoas pode surgir em um momento inusitado. Vários gigantes do mercado, como Google e Facebook, foram criados a partir de simples ideias. Essas gestões alcançaram um patamar mundial, ofertando vários tipos de serviços.

Mas como uma pequena empresa pode crescer tão rapidamente? Pois então, o Blitzscaling é um conceito que define como os negócios atraem investimentos, clientes e parcerias em um curto intervalo de tempo. Em poucas palavras, é a ideia de construir negócios em alta velocidade, almejando o mercado mundial.

Tomando as devidas proporções, esse termo tem origem na tática militar utilizada durante a Segunda Guerra Mundial, Blitzkrieg. Com ela, os exércitos avançavam além das linhas inimigas com velocidade, eficiência e surpresa, levando apenas o que era necessário para o combate.

No mundo dos negócios, isso representa a determinação de um objetivo e das ferramentas e pessoas necessárias para a sua realização. Além disso, é necessário ofertar algo novo e se tornar o primeiro. Nessas horas, os riscos são enormes, já que você nunca conhece o que o aguarda no mercado. Por isso, é muito importante entender o funcionamento do Blitzscaling.

Como ele funciona?

O crescimento de um negócio é fundamentado por alguns pilares: aumento de rendimentos e da base de clientes. Não administrar bem essas questões significa não alcançar o sucesso.

Uma companhia com 20 funcionários não pode agir da mesma maneira do que uma corporação com mais de 100 funcionários. Dessa forma, o Blitzscaling deve ser realizado em etapas, mudando as suas metas e estratégias. Confira cada uma delas abaixo:

Família

Fase inicial determinada pela criação da empresa, em que o número de funcionários é pequeno. Em muitos casos, eles não passam de 10. O desenvolvimento do produto deve ser o foco da equipe. Além do mais, é necessário encontrar o Product Market Fit, ou seja, estabelecer as propostas e características do produto a partir de um grupo contínuo de consumidores.

Nessas horas, é necessário encontrar algo inexplorado no mercado para que a gestão tenha uma vantagem competitiva, oferecendo algo inédito e funcional. Não se esqueça de que é preciso deixar problemas menores de lado porque o caminho trilhado pode mudar de uma hora para outra.

Tribo

Esse estágio ainda oferece várias dificuldades e incertezas. Em diversos casos, os empreendedores não têm clareza sobre o sucesso do negócio, mas já encontraram uma possível solução para um problema dos clientes. O produto ainda está sendo desenvolvido, mas com mais consistência e qualidade.

Outra questão essencial está relacionada à formação de um time de especialista. Na etapa anterior, cada funcionário ajudava em várias atividades. Agora, isso já não é mais aceitável. Os setores empresariais começam a ganhar forma e responsabilidades diferentes, sempre buscando o rápido crescimento.

Ademais, a captação de investimentos e formas de financiamento abrem as portas para os próximos estágios do Blitzscaling.

Vila

As empresas dessa fase são maiores, contando com 100 funcionários aproximadamente. Como já existem boas informações sobre as tendências do mercado e um número maior de clientes, as empresas se preparam para escalar de verdade. Um plano de crescimento deve ser criado, considerando os concorrentes e o capital disponível.

Nessas horas, você não pode deixar a cultura da empresa ser esquecida. Quem cresce para obter apenas mais dinheiro tem poucas chances de sucesso. Na prática, os processos de comunicação interna são essenciais para manter as ideias iniciais e o bem-estar de todos os presentes no ambiente de trabalho.

A partir desse momento, o Blitzscaling exige cuidados diferentes e decisões mais precisas. Então, o recrutamento de novos talentos é outro ponto que não pode ser deixado de lado, assim como a determinação de novas métricas e abordagens.

Cidades

O crescimento rápido proporcionado pelo Blitzscaling começa a ser revisado nessas horas. Em outras palavras, o avanço só pode acontecer quando existe uma infraestrutura estável, que comporta o aumento do número de clientes e funcionários.

Os negócios que se encontram nesse estágio chegam a ter centenas de trabalhadores, focados na gestão eficiente de recursos, capitais e materiais. O surgimento de novos produtos ajuda a espalhar a cultura empresarial em novos nichos do mercado também.

Nações

O grande desafio das nações está em trabalhar com diferentes culturas e administrar milhares de funcionários. Uma solução com grande aceitação no Brasil, por exemplo, pode não ser a mesma na Índia. Nesses momentos, os fundadores têm importantes papéis.

Eles devem treinar líderes para resolver problemas, pois a empresa está em uma escala global, tornando impossível o acompanhamento de todos os imprevistos por uma só pessoa. A confiança na equipe é essencial nessa etapa. Sem ela, o negócio não se torna escalável.

Qual é a sua importância?

O mundo globalizado permite que uma empresa brasileira, por exemplo, possa atender vários clientes em outros países ou continentes. Por esse motivo, é possível encontrar novas chances para crescer e consolidar uma marca no mercado.

O Blitzscaling é uma metodologia que tem os ideais empreendedores necessários para aproveitar essas oportunidades, focando apenas no que realmente importa. Quem gasta energia, pessoas e capitais em problemas errados tem grandes chances de fracassar nesse cenário.

Percebe-se, então, que o Blitzscaling é uma forma inovadora de crescer. É possível aprender com exemplos de gestões de sucesso e com os erros e os acertos de outros profissionais. Entretanto, o conhecimento verdadeiro só pode ser obtido quando você coloca em prática as suas ideias e confia nas pessoas do seu negócio.

Dessa forma, sempre se mantenha antenado às novidades tecnológicas e as melhores estratégias de gestão de projetos. Lembre-se de que é muito importante ter um time formado por pessoas preparadas, que possam levar a cultura da companhia adiante.

Isso é essencial, pois as constantes mudanças podem causar grandes insatisfações internas. A sensação de entusiasmo e liberdade para criar um conceito é dos principais pontos para a obtenção de resultados positivos com o Blitzscaling.

O que você achou deste conteúdo? Acha que mais pessoas podem aprender mais sobre o Blitzscaling? Então compartilhe em suas redes sociais e espalhe o conhecimento!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"