Carreira em W: entenda a necessidade de unir técnica e gestão

Nosso mercado de trabalho sempre esteve baseado na hierarquia vertical, ou seja, você começa como auxiliar, passa para assistente, analista, e assim por diante, especializando-se cada vez mais em determinada área ou assunto. É a chamada carreira em Y. Mas, com as mudanças mercadológicas e a necessidade de profissionais cada vez mais versáteis e flexíveis, a carreira em W está se destacando como uma das tendências a serem consolidadas nos próximos anos.

Entenda agora do que se trata a carreira em W e porque ela já é considerada o futuro das organizações.

Carreira em W: o que significa?

O conceito de carreira em W leva em consideração a necessidade de termos profissionais com uma visão sistêmica das empresas, isto é, do negócio como um todo. Quando alguém inicia uma carreira técnica e se especializa até chegar a ser um gestor de determinado setor, acaba com uma visão compartimentada da organização, o que, muitas vezes, compromete julgamentos e decisões.

Um exemplo comum é quando abordamos um profissional que trabalhou a vida toda no marketing e não entende porque a empresa não pode destinar mais verba para o seu setor. Falta a ele a visão financeira, a visão de gestão empresarial.

É por esse motivo que cresce a cada ano o número de profissionais de ciências humanas nos cursos de exatas e vice-versa. Eles estão buscando complementar seus conhecimentos para se tornarem multidisciplinares, capazes de assumirem projetos que envolvam várias áreas ao mesmo tempo.

Uma carreira que vem sendo exitosa neste sentido é a de gerenciamento de projetos, onde os profissionais têm acesso a um leque bastante diverso de conhecimentos essenciais para gerir as diversas áreas que compõem um projeto.

Por que ser um profissional W?

Se nossas empresas estão estruturadas segundo a hierarquia vertical, porque seria interessante apostar em uma carreira em W? A resposta é que as empresas mais inovadoras estão migrando para um modelo horizontal, onde as pessoas trabalham por projetos e em colaboração contínua.

Ser um técnico especialista é excelente, mas e se você precisar gerenciar uma equipe? E se o diretor da empresa dedicar um orçamento extravagante à sua área para desenvolver uma solução única? O que você fará para gerenciar essas situações sem o conhecimento adequado?

Da mesma forma, você pode ser um ótimo gestor de pessoas, mas não saber exatamente nada da parte técnica. Quando alguém te procurar pedindo orientação, o que você fará? Falará que não é especialista e, portanto, não pode opinar?

As empresas não têm mais tempo para esse tipo de situação, elas precisam de pessoas capacitadas para assumirem a responsabilidade nos mais variados momentos, tomando decisões acertadas e que levem em consideração não só o benefício de um setor ou departamento, de toda a organização.

Vantagens da carreira em W

A carreira em W abre espaço para que você aprenda e aproveite novas oportunidades. Não é porque você começou sua carreira como analista financeiro que tem que permanecer nela o resto da sua vida. Existem dezenas de funções que você pode assumir, especialmente se estiver preparado para reunir competências técnicas e de gestão em prol dos resultados organizacionais.

Muitos de nós entramos na faculdade com uma ideia de carreira e saímos com uma visão completamente diferente, contudo, crendo que não é possível migrar de uma para outra. A carreira em W mostra que sim, é possível aliar todas as suas habilidades e competências – técnicas e comportamentais – para trilhar seu próprio caminho.

Quando você consegue unir tudo o que te agrada, seu nível de satisfação no trabalho aumenta consideravelmente. Muitos técnicos se sentiam subestimados por não poderem ascender a cargos gerenciais e muitos gerentes se sentiam frustrados em não poder exercer suas competências técnicas. Agora isso é possível, basta que sua empresa entenda que somos pessoas com habilidades diversas e precisamos de desafios para continuarmos motivados.

A carreira em W também auxilia no desenvolvimento da inteligência emocional, ajudando-nos a lidar com situações de estresse, pressão e cobrança por resultados. Como você pode transitar entre gestão e ação, as emoções no trabalho ficam mais equilibradas, o relacionamento interpessoal é favorecido e você avança com mais facilidade rumo a uma carreira de sucesso.

Competências essenciais para um profissional de carreira em W

Se você deseja ser esse profissional multidisciplinar, capaz de assumir responsabilidades que vão além da teoria e superam a prática, precisa desenvolver algumas competências essenciais que irão te ajudar a trilhar sua carreira:

Comunicação

Muitos profissionais que atuam em carreiras técnicas têm dificuldades em se comunicar com outras pessoas. A característica do ofício se reflete nos relacionamentos interpessoais e vice-versa, por isso, um profissional que queira atuar tanto na gestão quanto na execução de atividades precisa exercitar sua comunicação.

Procure cursos de oratória, faça teatro e outras atividades lúdicas. Vença o medo de falar em público e procure ajuda de quem tem mais desenvoltura que você para realizar este tipo de tarefa.

Negociação e gestão de conflitos

Todo gestor deve ser capaz de negociar com seus pares e funcionários e de gerenciar os conflitos que surgem no dia a dia de trabalho. Entretanto, não é todo mundo que nasce com essa competência. Na verdade, a maioria dos profissionais a desenvolve com o tempo.

Se você faz parte deste grupo de pessoas que não nasceu para ser diplomata, o melhor a fazer é capacitar-se com cursos de curta e média duração ou ainda escolher uma pós-graduação que contemple uma disciplina de negociação e gestão de conflitos. Depois de aprender algumas técnicas e estratégias, você se sentirá bem mais seguro.

Criatividade e inovação

Ser multidisciplinar não é para todo mundo. Muitas pessoas se sentiriam pressionadas e estressadas em ter que atender tantas coisas ao mesmo tempo. É por isso que o profissional que escolhe uma carreira em W deve estar sempre aberto a mudanças, exercer sua criatividade e fomentar a inovação no ambiente de trabalho.

É desta maneira que as pessoas crescem, pensando e solucionando desafios juntas, muitas vezes com ideias completamente inusitadas.

E você, já pensou em desenvolver uma carreira em W? Pois saiba que estes profissionais são extremamente bem informados, portanto, não perca de vista nossos próximos posts, acompanhe pelo Facebook e mantenha-se atualizado!

2 Comentários

  1. Daniela Moura Starresays:

    Como se remunera um profissional W?
    Me parece que a teoria, na prática ( com a atuação legislação trabalhista) não se viabiliza.

    • Isadora Gontijosays:

      Olá Daniela, obrigada pelo comentário! Cada empresa tem sua forma de remuneração e isto é muito particular, dependendo também da área de atuação do profissional. O que abordamos nesse texto é uma tendência que tanto os executivos quanto as organizações precisam estar atentos e se adaptar para cada tipo de perfil profissional, em que o diferencial estará no destaque e no crescimento profissional no mercado.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"