Coaching de carreira: como saber se está na hora de você ter um?

Na busca por sucesso profissional, você precisa investir no seu desenvolvimento. Uma das alternativas disponíveis é o coaching de carreira. Trata-se de uma atividade na qual você recebe orientação de um especialista — um coach — para entender melhor a si mesmo e, assim, atingir seu pleno potencial.

O coaching de carreira ainda não é uma atividade acessível para todos. Portanto, se você tiver condições de realizá-lo, certamente vai ter uma vantagem competitiva no mercado de trabalho.

Porém, nem todos precisam de coaching; existe um certo momento da carreira em que ele é mais relevante, enquanto, em outros momentos, pode ser um investimento sem muito retorno.

Neste post, você vai entender quais são as pistas que indicam o momento ideal para contratar um coach. Será que está na hora de você ter um? Leia e descubra!

Você já cobriu o básico

Se você quiser fazer um bolo, não vai começar aprendendo a fazer a decoração. Primeiro, vai aprender a fazer uma massa muito boa e um recheio saboroso. Esses são os elementos básicos de um bolo. Sem eles, a decoração não vai adiantar.

O mesmo vale para sua carreira. O coaching de carreira é a decoração — a cereja no bolo. Porém, a massa e o recheio são a sua formação e a sua experiência. Se você ainda não tem esses dois elementos bem desenvolvidos, sólidos, não adianta buscar um coach.

Dessa maneira, se você nem se formou ainda, não fez uma especialização, ou acabou de começar a trabalhar, ainda não é a hora de investir seu dinheiro em um coach.

Você está estagnado há algum tempo

Um dos sinais de que é hora de contratar o coaching de carreira é a estagnação. Você trabalha há muitos anos no mesmo segmento (talvez, até, na mesma empresa) e não consegue avançar ou conquistar uma promoção. Além disso, sente-se preso e não vê progresso.

Por outro lado, se a sua carreira vem avançando normalmente, a princípio, não existe razão para contratar um coach. Aliás, cuidado: alguns profissionais apresentam um perfil de alta expectativa, que se traduz por “muita pressa em ver crescimento”. Passar um ou dois anos sem uma promoção está longe de ser considerado estagnação. Então, tenha paciência.

Você não sabe o que está errado ou onde precisa melhorar

No item anterior, nós falamos sobre estagnação. Acontece que, em alguns casos, você sabe bem qual é o motivo da sua carreira não estar progredindo.

Pode ser, por exemplo, um caso específico: a empresa em que você trabalha está atravessando um momento ruim, e não pode oferecer novas oportunidades aos funcionários. Nessa situação, o coach vai poder fazer muito pouco por você — exceto, talvez, ajudá-lo a decidir se vale a pena continuar na mesma empresa, ou se é melhor buscar oportunidades em outro lugar.

Em outros casos, você está estagnado, mas não tem ideia do motivo. Isso é muito comum quando você não conta com o feedback do seu gestor. Nessa situação, o coach pode ajudá-lo a identificar quais são os fatores que estão impedindo seu progresso na carreira. Esse insight pode ser tudo que você realmente precisava para crescer profissionalmente.

Você está em um bom momento da sua vida pessoal

Apesar de muitas pessoas terem a imagem do coaching como uma espécie de terapia, ele não é. Se os problemas que estão afetando sua vida profissional são, na realidade, de fundo pessoal (como um divórcio ou uma morte na família), ele não vai poder ajudar muito. Nesse caso, seria mais adequado realmente buscar um terapeuta.

Se você está atravessando um momento complicado na sua vida pessoal, adie a contratação de um coach. Mesmo que você comece o processo de coaching, provavelmente não conseguirá se dedicar profundamente a ele, porque outras questões vão estar em prioridade. Então, gastar com essa atividade será uma tentativa de “tapar o sol com a peneira”, além de um grande desperdício de dinheiro.

Você tem condições financeiras de investir

Infelizmente, o dinheiro é um fator importante para decidir se é hora de fazer coaching de carreira. É por esse motivo que a atividade ainda não é muito disseminada: o tempo de um coach, devido ao seu nível de expertise, não é barato.

Por esse motivo, considere se você tem condição financeira de arcar com esse compromisso. Tenha em mente que o coaching é um processo, portanto, uma sessão não vai resolver seus problemas.

Mesmo que você tenha o dinheiro para investir, também é necessário considerar o “custo de oportunidade”. Quanto você pode perder, se não contratar um coach hoje mesmo? Se não conseguir identificar uma boa razão, talvez não seja tão importante assim, nesse momento.

Acima de tudo, cuidado para não contratar um coach simplesmente porque é tendência. Você deve ter um bom entendimento dos benefícios reais que o coaching de carreira poderá agregar aos seus resultados e ao seu crescimento.

Você fez uma entrevista inicial, e gostou

A boa notícia é que você não precisa tomar sua decisão totalmente no escuro. Para concluir se é hora de contratar o coaching de carreira, você pode realizar uma entrevista inicial com o próprio coach. Ele vai ajudá-lo a avaliar o estado atual da sua carreira e diagnosticar a contribuição que o processo de coaching poderá trazer para o seu desenvolvimento.

Além disso, essa entrevista também permitirá observar se você gosta do método do coach escolhido. Como se trata de um processo extremamente pessoal, é importante que você esteja à vontade com o profissional que vai acompanhá-lo e o caminho que será traçado para chegar ao seu objetivo: desenvolvimento e progresso na carreira.

Não há dúvidas de que o coaching de carreira é uma ferramenta poderosa no caminho para o sucesso. Porém, um profissional inteligente lança mão de suas ferramentas no momento certo. Se agora não é a hora de procurar um coach, isso não significa que você deva ficar parado; talvez seja melhor buscar outras formas de desenvolvimento, como uma especialização.

Quer acompanhar mais conteúdos sobre carreira? Então, não deixe de assinar a newsletter da Fundação Dom Cabral, para receber nossos artigos diretamente em sua caixa de entrada!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"