Conheça a formação de 5 gestores de sucesso e se inspire

Tanto quem já está lutando por um lugar ao sol no mercado de trabalho como quem ainda está apenas engatinhando rumo ao sucesso profissional pode se ver frustrado ao perceber que, na verdade, não existe fórmula mágica para se tornar um grande empreendedor ou executivo. E por mais que essa notícia seja aparentemente ruim, também pode ser considerada um alento, pois quer dizer que a liderança profissional pode se manifestar de diferentes formas.

Além de credibilidade, carisma, capacidade de influenciar pessoas e de alcançar bons resultados, qualidades comuns a pessoas que se tornam líderes em suas áreas de atuação, várias outras características são consideradas valiosas para quem deseja entrar para o seleto grupo dos gestores de sucesso. O segredo está em saber que, mesmo que tenham talentos inatos, gestores de sucesso não nascem prontos.

De fato, muitos dos nomes de maior relevância nacional e internacional apresentam talentos inatos. Na trajetória de outros tantos, a sorte exerceu papel importante ou mesmo fundamental. Mas isso de forma alguma quer dizer que quem apresenta uma limitação em algum aspecto profissional esteja fadado a uma vida profissional menos relevante. Felizmente, grande parte das competências e habilidades de gestores de sucesso pode ser aprendida e aprimorada.

A seguir, apresentamos um resumo da trajetória de 5 homens e mulheres de sucesso no Brasil e no mundo. Quem sabe as diferentes histórias (e distintas formações acadêmicas) desses profissionais não ajudam você a se inspirar para alçar voos ainda maiores na sua carreira? Confira!

1. Leila Velez: Beleza Natural

Presidente e fundadora do próprio negócio, Leila começou a trabalhar com 10 anos, ajudando a mãe a lavar roupa, e teve seu primeiro emprego no McDonald’s, 4 anos mais tarde. Seu talento natural ficou claro logo no começo de sua vida profissional: aos 16 anos, foi uma das mais jovens gerentes de lanchonete da cadeia norte-americana de fast food. Motivada, não abriu mão de buscar especialização e aprimoramento.

Em 1993, aos 19 anos, deixou a promissora carreira na multinacional para atender ao convite da amiga Zica Assis, investindo em um salão com proposta inovadora de tratamento de cabelos crespos. O negócio foi um sucesso! E, desde o princípio, Velez percebeu a importância dos processos que havia aprendido no McDonald’s.

Em 2010, assumiu a presidência da empresa, que já contava com dezenas de lojas e milhares de funcionários. Mesmo no topo da hierarquia, não parou de estudar. A empresária se formou em Administração pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, concluiu seu MBA executivo pela COPPEAD do Rio de Janeiro e participou de programas de especialização na Harvard Business School, no Massachussetts Institute of Technology, em Stanford e na Columbia Business School.

2. Warren Buffett: investidor

Considerado o mais bem-sucedido investidor do século passado, o norte-americano Warren Buffett, nascido em 1930 no Estado de Nebraska, nos Estados Unidos, consta há mais de 2 décadas da seleta lista dos homens mais ricos do mundo. É internacionalmente conhecido por sua sobriedade, sua postura ética e a importância que dá à gestão profissional.

Aos 17 anos, Buffett ingressou na Universidade da Pensilvânia, que trocou, 2 anos depois, pela Universidade Nebraska-Lincoln, completando por lá seu bacharelado em Economia. Em seguida, ingressou na Escola de Negócios Columbia, onde recebeu o título de mestre em Economia, em 1951. Sua formação também conta com uma graduação pelo Instituto de Finanças de Nova York.

3. Jorge Paulo Lemann: InBev

Precursor do uso da meritocracia empresarial no Brasil, o carioca Jorge Paulo Lemann é um dos controladores da AB InBev, a maior cervejaria do mundo. Com uma fortuna avaliada em 38,7 bilhões de dólares, acumula também a gestão do Burger King, ALL e Lojas Americanas. Uma das características que costuma imprimir em seus negócios é a implementação de metas agressivas atreladas à diminuição de custos.

Filho do fundador da fábrica de laticínios Leco, Lemann estudou Economia na Universidade de Harvard depois de estudar na Escola Americana do Rio de Janeiro. Apesar da carreira focada nos negócios, Lemann tem inegável envolvimento com a área da educação formal. Em 1991, ao lado de Marcel Telles e Beto Sicupira, criou a Fundação Estudar, que tem o objetivo de estimular a experiência acadêmica e apoiar a tomada de decisão de carreira de jovens líderes. Desde 2002, a Fundação Lemann, sem fins lucrativos, investe na melhoria da qualidade da educação pública no Brasil.

4. Marissa Mayer: Yahoo!

A CEO do Yahoo! hoje é mundialmente considerada uma das gestoras de maior prestígio no setor de tecnologia. Depois de ocupar a vice-presidência de serviços geográficos e locais da Google, Marissa assumiu a presidência do Yahoo! em 2012 com a clara missão de salvar a empresa.

Por lá, promoveu mudanças profundas e radicais, além de investir na compra de startups e modificar a forma de trabalho dos funcionários. Ainda que seu grande sucesso seja na área de gestão, Marissa tem mestrado e doutorado em Ciência da Computação, títulos obtidos na renomada Universidade de Stanford, na Califórnia, Estados Unidos.

5. Steve Jobs: Apple

Mesmo depois de mais de meia década da sua morte, em 2011, ainda é praticamente impossível fazer uma lista de gestores de sucesso dos últimos anos sem citar o nome de Steve Jobs. Controverso, com crenças e métodos de liderança e gestão polêmicos, o indiscutível gênio por trás da Apple, ao contrário dos outros líderes citados acima, não ostentava diploma algum em suas paredes.

O fato de ter abandonado a universidade, no entanto, não significa que Jobs não valorizasse a formação acadêmica. Prova disso é que um dos exemplos mais célebres de sua capacidade oratória foi o discurso que fez em uma solenidade de formatura na Universidade de Stanford, em 2005. Além de comentar sobre os importantes aprendizados dentro de uma instituição de ensino, mesmo que inicialmente pareçam sem sentido, o discurso de Jobs funcionou como um belo resumo do que o moveu em sua trajetória marcada por grandes conquistas e transformada em sinônimo de excelência.

Para estar sempre bem informado sobre o mercado de trabalho, siga as novidades da Fundação Dom Cabral no Twitter, no Facebook, no LinkedIn e também no YouTube!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"