Crise econômica: qual o melhor caminho para se manter no mercado?

Competência técnica, ética, comprometimento, integridade, capacidade de analisar e propor soluções, motivação, iniciativa, flexibilidade, inteligência emocional, proatividade, resiliência e empatia: todas essas são qualidades profissionais atualmente muito valorizadas pelo mercado. E a verdade é que, em tempos de crise econômica, quem consegue se destacar não só mantém seu emprego como pode muito bem alavancar sua carreira!

De acordo com Maria do Carmo Marini, consultora do CEOlab, mesmo que as empresas precisem fazer cortes na área de recursos humanos, os colaboradores realmente imprescindíveis serão mantidos, podendo até ser recompensados ao ficar mais evidente que de fato fazem diferença dentro da empresa.

Mas qual será o melhor jeito para se tornar imprescindível? Separamos aqui várias dicas para ajudá-lo a se diferenciar e ter sucesso na carreira. Então acompanhe!

Aposte na ousadia

Se você não ousar e for assertivo, dificilmente alcançará bons resultados. “Ousadia requer sabedoria, o que significa aceitar os desafios impostos pelo mercado, abrindo portas para novas oportunidades”, acredita Luciana Ferreira, coach e presidente do Grupo Elemento RH.

Foque na comunicação

A boa comunicação é essencial. Por isso, vale se atentar à postura que adota, a suas atitudes e crenças, bem como a seus valores. Uma comunicação assertiva transmite o poder de convencimento e é por meio dela que o profissional consegue realmente se destacar. “Uma boa comunicação define seu sucesso ou fracasso”, resume Ferreira.

Exerça a humildade

É fato: ninguém chega a um limite máximo de conhecimento adquirido. Há sempre algo para aprender. Nesse sentido, o compartilhamento de conhecimentos costuma gerar ótimos resultados, além de possibilitar seu crescimento profissional.

Mire na excelência

Procure se manter constantemente atualizado, sempre buscando novos aprendizados. Dê seu melhor em tudo o que fizer, por mais que a tarefa pareça simples. Mirando na excelência é que você conseguirá alcançar o merecido reconhecimento de suas competências.

Promova o autoconhecimento

Que história você quer contar daqui a 10 anos? Como você quer ser lembrado? “O autoconhecimento é essencial para se posicionar no mercado de trabalho, além de ajudar a enfrentar desafios e mostrar seu diferencial”, afirma Ferreira.

Planeje sua carreira

É essencial fazer um bom planejamento para sua carreira. Para tanto, se estiver em busca de recolocação, meça os resultados do seu desempenho durante os processos seletivos pelos quais passar. Por outro lado, se já estiver no mercado, busque feedbacks da chefia. Isso servirá como um mapa para orientá-lo, ajudando-o a subir, degrau por degrau, até que atinja seu objetivo.

Aplique o autofeedback

Essa é uma etapa extremamente importante: analise quais são seus pontos positivos e negativos, observe seus aprendizados e reflita sobre seu desempenho. Esse processo de reflexão trará insights de estratégias assertivas e pontuais para ajudá-lo a atingir seu objetivo.

Aproveite as oportunidades

Crie oportunidades aproveitando ao máximo todas as chances que se apresentarem a você. Afinal, carreiras de sucesso não dependem apenas de planejamento. Na prática, as pessoas precisam se desenvolver, segundo Roberta Omeltech, CEO da Omeltech Desenvolvimento.

Mude seu pensamento

Esse é um fator crítico. Na opinião de Omeltech, atualmente, as empresas precisam que seus colaboradores realizem mais atividades que aquelas listadas no descritivo de cargos. Portanto, mudar seu pensamento, encontrando disposição para fazer mais sem necessariamente ganhar mais por isso é um ponto crucial nos dias de hoje.

Procure se capacitar

A capacitação sempre foi importante e continuará sendo. Aprender como fazer a mesma tarefa de maneira melhor ou aprender a realizar novas tarefas é fundamental para qualquer profissional. Por essas e outras, cursos de atualização, de pós-graduação e especializações são sempre bem-vindos!

Administre seu tempo

A administração adequada do tempo é uma ferramenta importante nesse momento. Isso porque, mesmo com a sobrecarga de trabalho, dar conta de todas as atividades no prazo continua sendo fundamental.

Invista na proatividade

Nesse momento em que as empresas enfrentam escassez de recursos e precisam fazer um esforço muito maior para manter seu faturamento, fazer apenas o que é pedido não é o suficiente”, diz a coach Vivian Sant’Anna.

Observe seu comportamento

É crucial manter boas relações no ambiente de trabalho. Sabia que grande parcela das demissões se dá por questões comportamentais e não por falta de capacidade técnica? “Se você não se integra com seu gestor ou com sua equipe, se tem dificuldade de relacionamento com a cultura da empresa ou com as pessoas à sua volta, é hora de repensar suas atitudes”, recomenda Sant’Anna.

Ative seus contatos

O networking é construído no dia a dia. Ao contribuir com as pessoas, você ativa o gatilho da reciprocidade e, com certeza, será recomendado quando (e caso) precisar. O que não pode acontecer é se lembrar de atualizar o perfil no LinkedIn apenas quando for demitido.

Repense suas atitudes

Se você é da área de vendas ou trabalha como autônomo, provavelmente precisará intensificar suas prospecções para obter os mesmos resultado que obtinha antes da crise. Por isso, prepare-se para falar com mais pessoas que de costume, estudar ferramentas importantes para o mercado e saber como mostrar seu valor para chefia e clientela.

Mantenha o equilíbrio

Em momentos de dificuldades e incertezas, são diversas as emoções que surgem. De acordo com a psicóloga e coach de carreira Jane Gonçalves Vilaça da Silva, o importante é, “mesmo que a situação seja desconfortável, procurar manter o equilíbrio e saber lidar com seus sentimentos”.

Valorize a lealdade

Mostre exatamente quem você é, não foque em rivalidades com as pessoas e não faça comparações nem mau juízo dos outros. Procure dar o que tem de melhor”, afirma Priscila Asimoto, psicóloga e coach membro da Sociedade Brasileira de Coaching.

Como explica Marcelo Lico, sócio fundador da Crowe Horwath no Brasil, manter-se no mercado de trabalho é uma tarefa que demanda busca constante por aprendizado e crescimento. “Independentemente da crise econômica, o bom profissional deve ter fome de aprendizado e estar sempre se reciclando. Também deve mostrar resultados com a entrega de suas tarefas nos prazos combinados e, sempre que possível, surpreendendo positivamente seus superiores”, diz.

É fato que a crise econômica também gera oportunidades. Afinal, com a saída de muitos, os espaços precisam ser ocupados. Nesse contexto, aqueles que possuírem as características para liderar novos desafios serão reconhecidos e terão suas carreiras alavancadas”, aposta Denilson Grecchi, especialista do Grupo Bridge.

E aí, qual das nossas dicas chamou mais sua atenção? Em que ainda precisa trabalhar para se manter tranquilo no mercado? Aproveite o momento para curtir a nossa página no Facebook e não perder nenhuma oportunidade de alavancar sua carreira!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"