Entenda a importância da educação continuada para a carreira

Você por acaso já ouviu aquele ditado que diz que pedra que rola não cria limo? Por mais que a princípio não pareça, a ideia por trás dessa expressão está muito relacionada à capacidade de se manter profissionalmente à frente, com mais chances de sucesso no mercado de trabalho.

A verdade é que já faz muito tempo desde que um diploma de graduação funcionava como garantia de futuro. Atualmente, é fundamental manter-se atualizado em qualquer que seja a área de atuação. Quer entender melhor por que a educação continuada precisa estar nos planos de profissionais interessados em seguir evoluindo? Então acompanhe!

Os profissionais precisam acompanhar a mutação do mundo

O mundo está em permanente mutação. E não apenas em termos factuais, geográficos, políticos e econômicos, mas também em termos conceituais! Já parou para pensar no quanto tudo o que aprendemos nos bancos escolares mudou de lá para cá? Será que suas leituras e o acompanhamento que faz do mundo pelos meios de comunicação disponíveis são suficientes para mantê-lo atualizado em relação a todas essas modificações?

No dia a dia, por termos preocupações práticas diversas para resolver, é mais que natural que, muitas vezes, simplesmente não sobre tempo para planejar nossa própria formação. Nesse sentido, o papel das instituições de ensino torna-se fundamental, organizando essa atualização. No caso, funcionam como verdadeiros guias de crescimento!

A educação continuada ajuda a manter a empregabilidade

É aí que entra o conceito de educação continuada. Você conhece as tecnologias mais recentes usadas em sua profissão? Domina todas as técnicas de trabalho, metodologias e processos atuais na sua área? Conhece as teorias que vêm sendo criadas e comprovadas com as pesquisas acadêmicas? E as legislações e regulamentações que regem sua profissão? É muito provável que tudo isso tenha mudado bastante desde que você concluiu seu último curso.

Com a competitividade cada vez mais acirrada, o dinamismo do mercado torna imprescindível a busca constante pela qualificação profissional. Mesmo quem conta com um (ou até mais de um) diploma de pós-graduação e domina outros idiomas terá dificuldade de manter a própria empregabilidade caso decida interromper sua evolução, dando-se por satisfeito com o que já aprendeu.

Lembre-se de que continuar estudando não apenas proporciona mais conhecimento como também aumenta seu leque de conhecidos — o tão falado networking. E ser (re)conhecido por pessoas estabelecidas no mercado, principalmente na sua área de atuação, é outra maneira de se manter à tona profissionalmente.

A sua própria insatisfação deve ser uma grande aliada

Em 2015, uma pesquisa da Catho revelou que mais da metade (54,3%) dos profissionais brasileiros se sente confiante em relação à própria perspectiva de crescimento profissional. O questionamento que fica, porém, é se toda essa gente está realmente se movimentando para conquistar esse crescimento.

É simples: se você está satisfeito com o nível de conhecimento adquirido até agora, independentemente da sua idade ou mesmo do seu grau de formação, não está no caminho certo. Quem quer crescer precisa aprender.

Outra das inúmeras vantagens de dar prosseguimento aos estudos de maneira contínua e constante é que isso permite direcionar a carreira, definindo com mais precisão a linha a ser seguida. Mas atenção: não é o caso de desfazer da visão mais generalista oferecida pelos cursos de graduação, porque ela também é importante.

De toda forma, é inegável que, por meio das especializações nos mais diferentes níveis e temas é que os profissionais garantem um olhar mais cuidadoso a respeito de seus perfis, seus talentos e suas competências. Ao direcionarem melhor o próprio aprendizado, portanto, esses estudiosos acabam se tornando mais desejados pelas empresas.

A busca pela formação certa deve ser muito bem pensada

Assim como não existe um modelo pronto de formação que sirva para todas as áreas, tampouco existe uma estrutura que funcione para qualquer profissional em qualquer momento de sua carreira. O autoconhecimento e o conhecimento do mercado em que está atuando são pontos extremamente importantes na definição do caminho de educação continuada a ser seguido.

Você já parou para refletir sobre o motivo real de por que está pensando em seguir os estudos? Fique atento! Fazer um curso qualquer apenas por fazer, para tentar conquistar um aumento ou se candidatar a uma promoção, certamente não é a forma mais adequada de se definir nesse sentido.

Para que a formação realmente surta efeitos, é importante que o profissional se pergunte: eu tenho interesse em aprender exatamente o quê? O que sinto que me faz falta para crescer? Tendo essas respostas bem esclarecidas, certamente ficará mais fácil escolher o caminho a seguir.

A escolha do curso deve considerar o resultado desejado

Se você quer seguir um rumo na iniciativa privada, buscando se qualificar para conquistar posições mais seniores na empresa em que está trabalhando (ou mesmo em alguma concorrente), talvez a melhor pedida seja um curso de pós-graduação lato sensu. Esse tipo de graduação trata os temas de uma maneira mais abrangente, diferentemente do que acontece nos cursos stricto sensu, em que os estudos são mais aprofundados.

Por outro lado, se o que você procura é uma carreira acadêmica, seja dando aulas ou mesmo realizando pesquisas relevantes na sua área, as opções mais condizentes serão os cursos de mestrado e doutorado stricto sensu. Já tem ideia do que funciona melhor para você?

Um MBA amplia horizontes e ultrapassa fronteiras

Sua intenção é aumentar as possibilidades de trabalhar em grandes empresas (nacionais ou internacionais) com gestão de negócios? Então o Master in Business Administration (MBA) pode ser sua melhor escolha! E sabia que alguns cursos existentes aqui no Brasil oferecem módulos realizados no exterior? Está aí uma oportunidade única!

E aqui volta a entrar em cena o já mencionado networking. Aliás, ele também faz parte da educação continuada no seguinte sentido: ao alimentarmos bons relacionamentos, estamos também alimentando nosso repertório de assuntos e interlocutores. Viu como tudo se conecta?

E então, pronto para continuar os estudos? Ficou claro como essa atualização é fundamental para o sucesso na carreira? Aproveite para conferir também os 7 passos para se diferenciar no mercado de trabalho!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"