Pesquisa de concorrência: entenda a importância e saiba como fazer

Quando você tem o sonho de empreender, uma regra importante para o sucesso é nunca se fechar em uma bolha. Em outras palavras, é preciso estar atento ao que acontece na economia e no seu segmento de mercado, às tendências de consumo, ao comportamento dos clientes e, claro, aos seus concorrentes.

Nesse sentido, a pesquisa de concorrência é uma ferramenta indispensável. No post de hoje, você vai entender melhor por que ela é tão importante e, também, descobrir o que é necessário para fazer um bom trabalho. Boa leitura!

O que é a pesquisa de concorrência

Basicamente, a pesquisa de concorrência é um levantamento detalhado sobre as empresas que competem direta e indiretamente com o seu negócio. Nele, são destacados pontos como:

  • produtos oferecidos;
  • preços e prazos para pagamento; 
  • práticas de atendimento ao cliente.

A pesquisa de concorrência sempre vai comparar esses pontos com a realidade da sua companhia. Dessa maneira, você poderá entender quais são os pontos fortes e fracos do seu negócio em relação aos outros do mesmo segmento. Um detalhe importante é que tal trabalho pode ser desenvolvido pessoalmente ou por uma equipe de consultoria contratada.

As duas alternativas são válidas, sendo que terceirizar a pesquisa de concorrência é uma forma de poupar tempo. Porém, quanto mais você estiver diretamente envolvido no processo, maior será seu entendimento dos resultados obtidos.

Por que essa ferramenta é importante

A pesquisa de concorrência permite que você identifique como sua empresa se posiciona frente às concorrentes. Isso é uma grande vantagem, pois favorece um planejamento estratégico focado em minimizar as fraquezas e consolidar as forças.

Se realizado de maneira consistente e, principalmente, se convertido em ações de melhoria, esse trabalho permitirá que você ganhe uma fatia maior de mercado. Tenha isso em mente, acima de tudo, se você tem planos de expandir o negócio no futuro.

Como fazer um bom trabalho

Existem vários métodos que você pode seguir para realizar uma pesquisa de concorrência. Vamos destacar alguns passos básicos para quem nunca desenvolveu essa prática antes. Porém, tenha em mente que você pode adaptá-los para a realidade do seu segmento e, principalmente, para as necessidades da empresa.

Identifique os concorrentes

Com certeza, essa é a primeira coisa a se fazer. Você provavelmente já sabe quais são os seus maiores concorrentes, mas, se não souber, a melhor fonte para essa informação é o seu cliente. Você pode fazer uma pesquisa para identificar aonde seus clientes vão quando não encontram o produto (ou preço, ou prazo de entrega) desejado na sua empresa.

Tenha em mente que pode haver muitos empreendimentos no seu segmento, mas nem todos serão seus concorrentes. Aqueles que não disputam consumidores com você podem ficar de fora desta pesquisa, pelo menos em um primeiro momento. Concentre-se nas empresas que representam um verdadeiro desafio ao crescimento do seu negócio.

Levante informações básicas

As primeiras informações sobre seus concorrentes podem ser levantadas de maneira indireta. Uma excelente solução é acessar o site e as redes sociais dessas marcas. Lá, você vai encontrar informações mais gerais sobre a história e os valores de cada uma delas. Embora esses dados possam parecer irrelevantes, não são.

A nova geração de consumidores não compra apenas com base no preço, mas principalmente devido a uma identificação com as premissas da marca. Portanto, saber o que seus concorrentes representam para os consumidores é uma informação crucial.

Além disso, você deve buscar um entendimento mais profundo sobre a concorrência (ou, do contrário, bastaria ter um catálogo de produtos de cada empresa que compete com a sua). Mas o que você realmente quer saber é como essas companhias conduzem seus negócios — uma pergunta que vai muito além das políticas de preço.

Isso tem a ver com filosofia e estratégia de negócios. Entenda esses pontos e você vai descobrir por que a empresa X ou Y está ganhando market share em cima do seu empreendimento.

Opte por uma abordagem direta

Na hora de entender melhor produtos, preços e prazos, a abordagem direta é a mais eficiente. Se você tiver um bom relacionamento com os gestores das empresas concorrentes (o que é comum em vários casos), entre em contato com eles para fazer uma reunião de inteligência de mercado.

Porém, se esse contato for “tabu” no seu segmento, uma sugestão é fazer a abordagem de maneira mais sutil, simulando que é um cliente comum em busca de informações. Não se preocupe com um conflito ético, pois essa é uma prática corriqueira, que não envolve prejudicar seu concorrente. 

Desenvolva a comparação

Depois de coletar os dados, é hora de compará-los com o perfil da sua própria companhia. Nesse momento, você deve ser brutalmente honesto, apontando tanto os pontos em que sua empresa está liderando a competição quanto aqueles em que ela está em desvantagem.

Lembre-se de que essa pesquisa de concorrência só tem utilidade se refletir a real situação — portanto, não adianta maquiar os resultados. Desenvolvendo uma comparação honesta, você conseguirá identificar os pontos que exigem melhorias.

E mais importante ainda: será possível priorizar aquelas questões que precisam de atenção com mais urgência. Em outras palavras, você terá nas mãos um mapa confiável e baseado em dados concretos para guiar suas ações de gestão, focando em resultados. 

Repita o procedimento

Com o tempo, o cenário da concorrência mudará — e a posição do seu negócio em relação aos demais, também. Empresas concorrentes podem fechar, novos entrantes podem surgir no segmento… E assim por diante.

Portanto, a pesquisa de concorrência, assim como a maioria das outras atividades desenvolvidas para melhorar o desempenho de uma empresa, não deve ser uma iniciativa pontual, mas sim uma prática contínua. Nossa sugestão é que você realize esse processo com uma periodicidade fixa (a cada um ou dois anos, por exemplo).

Neste post, você viu o que é pesquisa de concorrência, por que ela é importante e como desenvolvê-la em sua empresa. Bastante informação, não é mesmo? Então, que tal relaxar um pouco com um bom livro? Veja quais são as 5 obras que todo gestor deveria ler e escolha uma para começar agora mesmo!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"